sexta-feira, 25 de julho de 2008

De férias a partir de...

.......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................... Agora!

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Desta vai ser de vez, Ana.

Mesmo assim, 'bora fazer uma corrente de pensamentos positivos pela camarada de guerra que mandou vir a encomenda de Paris.
Beijinhos.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Ainda do Superbock SuperRock

Um cheirinho do concerto de «Jamiroquai».
video

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Essa é que é essa

É sempre boa a sensação que de mim se apodera quando já conto os dias de férias pelos dedos de uma mão. A cabeça só pensa na mala que há que fazer, nos pés enterrados na areia, nas caminhadas, nos banhos de sol e de mar, nos jantares, no cabelo molhado a bater nas costas, nos fins de tarde mágicos, nos longos sonos, nos silêncios relaxados, nos anúncios das gaivotas, no mar a chegar-me aos pés e a fugir, nas conversas, nos namoros, nas estupidezes, nos risos, na pele morena, na paz.
A cabeça podia estar ocupada com outros assuntos – como este que me traz aqui –, mas está longe. Estranhamente, a cabeça está a borrifar-se para tratamentos, contagens, testes, temperaturas, para as barrigas e para os bebés dos outros. Estranhamente, a cabeça tem-me dado sinais de que se sente feliz assim. Há um ano, seis meses, duas semanas e seis dias que tal não acontecia. Faltava aquilo.
Estranhamente, agora não falta. Dizem que é nos momentos em que se relaxa que a coisa vai. Honestamente, não me preocupa. Sinceramente, nem sei se estou disposta a pensar muito mais nisto dos Dufines, dos Folicis e das vitaminas... Nem sei se estarei alguma vez disposta a passar por novas provações. Como diz o poeta: O que for, será. E para já o que vai ser é uma pausa de duas semanas.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Bom fim-de-semana


Ofereço-vos uma das minhas favoritas.
Porque muitas vezes só nos lembramos do valor dos nossos tesouros quando os perdemos.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Aqui para nós que ninguém nos ouve

É tããão bom fazer anos!
Sinto-me nas nuvens com tantos mimos.

O JC perdeu a exclusividade

33 é agora a minha idade.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

O óleo de onagra e a vitamina não-sei-quê

Aqui há uns tempos, uma amiga (que demorou sete anos a engravidar) sugeriu-me que, além do tratamento normal, tomasse umas cápsulas de óleo de onagra e de vitamina não-sei-quê para ajudar à fertilidade. Contou-me que no mesmo mês em que iniciou a toma daqueles produtos naturais que ficou de bebé da pequenina que hoje já tem dois anos.
Pedi-lhe que escrevesse o nome dessas tralhas no meu moleskine para o caso de querer seguir o conselho.
Andei desde Março a adiar a decisão, a ver se a coisa ia pelo método científico. Como não foi, passei pela ervanária perto de minha casa e embarquei em 40 euros de pastilhas.
No rótulo, tanto do óleo de onagra como da vitamina não-sei-quê, sou avisada de que estou na presença de suplementos alimentares. Dentro dos frascos, protegidos à moda antiga por algodões, 80 cápsulas de uma tralha que ainda não percebi do que se trata porque propositadamente não procurei informação.
Sei bem que não é muito prudente andar para aqui a engolir coisas sem aconselhamento médico, mas, fazendo fé na pureza dos produtos naturais e das palavras da minha amiga, vou avançar com mais esta experiência. Tentar não custa. Ou melhor, já custou! 40 euros.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

O dedo da aliança e do coração

video
Faz o exercício que o senhor propõe.
Traduzindo uma parte :
Polegar - representa os pais
Indicador - os irmãos
Médio - tu
Anelar - o companheiro
Míndinho - os filhos

Olá meninas

Não bastava andar a falar pouco e nem sequer vos desejei bom fim-de-semana. Humpf. Desnaturada. Desculpar-me-ão se vos disser que a semana foi de muito trabalho. Aquela papelada que chega aos montes sempre que o período de férias se aproxima. O que também chegou no sábado foi o esperado dia difícil do mês. Trouxe dores do corpo e um bocadinho das outras. Mas há que atirar a bola para a frente e fazer as contas aos dias para reiniciar o tratamento. Life goes on e agora vem com férias apensas.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Sob o signo do sangue

Depois da queda aparatosa do Joca logo na entrada do Superbock SuperRock, de uma passagem pela Cruz Vermelha para estancar o sangue, do medo que as tonturas e os enjoos dele pudessem indiciar algo de mau e de uma ida ao hospital para ver se estava tudo bem (e está), a semana faz-se a correr. Com trabalho de manhã até à noitinha. Vale-nos os primeiros e os últimos momentos do dia para trocarmos colos. Pelo meio, uns mails com novidades da jornada e palavras de carinho.
Assim se passam estes dias.
Enquanto isso, o indesejado já se faz anunciar com trompetes e elefantes. Está por um fio.
(E eu de calças brancas!)

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Bom fim-de-semana

Por aqui tudo calmo e a guardar forças para o concerto de amanhã de Jamiroquai. Se tudo correr bem, vai ser a quarta vez que me prostro aos pés do Jay Kay. He gives me "something"...

terça-feira, 1 de julho de 2008

Saldo positivo

O contador diz que hoje, precisamente hoje, faz um ano e meio desde que começámos a procurar a sorte de ser pais. Até agora, nem bebés a chorar, nem vizinhos a queixar-se do barulho da intensa actividade sexual.
Continuamos para bingo.